Seja bem-vindo ao Elizabeth Olsen Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Elizabeth Olsen, mais conhecida por sua atuação em Os Vingadores. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu abaixo e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
últimos álbuns da galeria de fotos. confira!

postado por EOBR e categorizado como Entrevistas, Wind River
22.05.2017

Durante sua passagem por Cannes, Elizabeth concedeu entrevista para a revista Elle, ela contou sobre a cena do estupro em seu nome filme Wind River, a pressão da mídia sobre ela e mais!

“Eles me fizeram ficar um pouco tonta quando eu estava no tapete vermelho, então eu finalmente decidi tirá-los em vez de tentar continuar.”

Elizabeth Olsenexplicou por que decidiu tirar seu salto na estréia de ‘Wind River’ em Cannes. Sentado com ela em um pátio isolado escondido atrás do La Croisette de frente para o mar de Cannes, Olsen parece radiante como uma margarida em uma elegante jaqueta estampada, embora ela deve estar exausta. A estréia do filme na noite anterior começou as 23h, que é quando vimos Olsen subir ao palco com os saltos na mão. Às 2 da manhã, ela ainda participou da after-party após a exibição do filme, mesmo que outro início de manhã tinha chego, seguido por outro dia inteiro de entrevistas sem parar e eventos. (Ela tirou os sapatos eventualmente depois dessa aparência, também.)

Olsen interpreta Jane Banner, a agente do FBI enviada para o local de um brutal estupro no Wyoming, coberto de neve. Inicialmente ridicularizada pela polícia local masculina e pelo caçador Cory Lambert (Jeremy Renner), Olsen traz inteligência superior ao papel, enquanto Banner luta para levar os culpados à justiça.
Sobre a cena de estupro do filme:

“Há todas estas coisas que podem ser tiradas dela, se é sobre mulheres e ser igual no mundo de um homem, ou se é sobre o tabu do estupro, de falar sobre o estupro e de responsabilizar a vítima. Taylor Sheridan mostra que você não pode culpar a vítima. Só porque você está andando com uma roupa intima [como a vítima estava] e alguém vê você, você não está pedindo nada – isso não é um convite. Parte do trabalho voluntário que faço é com pessoas que foram vítimas de estupro, e a quantidade de casos que eles não podem provar, mesmo que seja uma organização inteira que tem tudo à sua disposição! Se você não conseguir dizer a alguém, ‘Sim, eu fiz essa coisa’, ou se você não pode literalmente igualar o DNA, então nada acontece.”

Na pressão para caber no tamanho da roupas:

“É um privilégio começar a ter um emprego nesta indústria, e eu nunca iria mudá-lo para o mundo, mas é um tempo difícil com essa pressão de “parecer legal”, como caber em vestidos que estavam fora do corpo de um modelo. Eu não sou isso. Eu não acho que estou gorda e eu não acho que estou com sobrepeso, estou muito feliz comigo mesma, mas não se encaixar nessas coisas é um pouco desconfortável. Então, essa parte do trabalho é um pouco frustrante.”
Sobre a moda (e conselhos de vida) que ela recebeu de suas irmãs gêmeas:

“A coisa legal sobre assistir minhas irmãs é que elas sempre lidaram tudo com tanta classe. Quando você encontra elas em um ambiente de trabalho você sabe como elas são capazes, e como bem suas mentes funcionam. É por causa de como elas são disciplinadas, como elas estão interessadas, e como eles estão comprometidas. Então, para mim, ninguém pode tirar nada de você ou tentar desvalorizá-lo, se você sabe que você é capaz, e você sabe que você merece estar lá porque você colocou no trabalho, e você colocou na hora certa.”

Ao falar e não ser intimidado por homens poderosos:

“No set, acho que se você estiver lá e estiver com todos esses homens –  Taylor e Jeremy poderiam intimidar os homens, porque eles são muito diretos – mas eu posso tipo, ‘Sim, eu sei por que eu estou aqui. Eu tenho uma opinião, vamos falar sobre isso.’ Acho que as mulheres na história devem ser calmas, apoiantes, nutridoras e agradável, mas o valor de sua opinião é enorme.”

Fonte

relacionado
24.08.2019
relacionado
18.05.2019
relacionado
29.04.2019
relacionado
15.10.2018
comente a postagem!