Seja bem-vindo ao Elizabeth Olsen Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Elizabeth Olsen, mais conhecida por sua atuação em Os Vingadores. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu abaixo e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
últimos álbuns da galeria de fotos. confira!

postado por EOBR e categorizado como Entrevistas, Matérias
01.09.2019

Em abril deste ano, Elizabeth Olsen concedeu uma entrevista para o The New York Times. A atriz falou, com exclusividade ao NY Times, sobre seu papel na Marvel como a Feiticeira Escarlate e seus rituais de beleza excêntricos, como usar soro de placenta. Confira a tradução da matéria em PT/BR feita pela equipe do Elizabeth Olsen Brasil:

Elizabeth Olsen vem sendo exposta aos holofotes de Hollywood desde a infância. Afinal, ela é a irmã mais nova de Ashley e Mary-Kate Olsen.

Agora, com uma carreira próspera, ela está no mais recente filme da Marvel, “Avengers: Endgame”, lançado em 26 de abril, como Wanda Maximoff (também conhecida como Scarlet Witch), e tem uma série de TV para o outono chamada “WandaVision” – Olsen, 30 anos, está levando tudo a sério com um regime rigoroso de condicionamento físico e cuidados com a pele. Não é de surpreender que ela seja a mais nova embaixadora da maquiagem de Bobbi Brown.

Você não encontrará os segredos de beleza dela vasculhando truques do Instagram, no entanto. Ela confia no boca a boca e nos conselhos de suas irmãs e amigas e gosta de experimentar todos os tipos de produtos. Basta olhar na geladeira e você pode encontrar… sim, soro de placenta.

CUIDADOS COM A PELE:

Ultimamente, tenho tido algum problema estranho no queixo. Não tenho certeza se é uma erupção cutânea, uma espinha ou outra coisa. Já existe há dois meses, então esta manhã fiz algo diferente. Usei a água micelar da Biologique Recherche e depois o esfoliante P50.

Depois fui à minha geladeira, onde tenho o soro da placenta da linha, e o coloquei, pensando que curaria meu queixo. É um daqueles soros à base de água e absorve imediatamente. Parece loucura, mas Biologique Recherche funciona.

Eu aprendi sobre isso quando estava trabalhando na série de TV “Sorry for Your Loss” e não queria que meu personagem usasse maquiagem. Isso simplesmente não fazia sentido para mim. Uma amiga me contou sobre Yonat Zilberg, uma facialista no vale, e ela usa Biologique Recherche. Ela mudou completamente minha pele. Acho hilário agora quando um amigo pergunta com uma voz sussurrada: “Você tentou um pouco de Botox?” Não, eu tenho um rosto muito expressivo. Mas eu uso o P50!

Eu tenho manchas secas. Meu nariz está seco e meu queixo, com a coisa de pele estranha acontecendo, está mais seco que o normal. Portanto, tratam-se de soros em camadas e hidratantes. Eu tenho usado o creme Augustinus Bader antes de fazer a maquiagem.

Então eu aplico o Supergoop Unseen Sunscreen SPF. Eu realmente odeio a aparência da garrafa. Não é sexy. Quero que meus produtos fiquem sexy no meu banheiro. Supergoop claramente não é, mas deixa um acabamento tão bom na minha pele.

MAQUIAGEM:

Eu gosto de dar uma pausa na minha pele quando não estou trabalhando. Mas se eu quiser me produzir, passo uma camada de base. Eu tenho misturado a Bobbi Brown Skin Long-Wear Foundation sem costura em Bege 3 e Areia 2. Sinto que essas duas cores juntas formam a melhor cor para uniformizar minha pele.

Faço dois tons diferentes de iluminador Bobbi Brown Shimmer Brick. Um é um pouco mais de bronze, que eu uso como contorno, e o outro é branco-pêssego que eu uso como um pequeno iluminador. Também adoro o Long-Wear Cream Shadow Stick, que é como um delineador de olhos. Eu coloco isso nos meus olhos e uso meus dedos para esfumar. O que eu tenho usado – acabei de tirar da minha mala – é o Bark.

Rímel, eu tenho usado MAC. Eu costumava usar Dior porque não escorre. Mas o MAC tem uma varinha semelhante à Dior Iconic. Continua sem aglomerados. MAC foi onde eu comprei meu delineador de lábios Spice no passado. Ainda é bom!

Alguns dos produtos de beleza favoritos da senhorita Olsen.
(Fotografia: Vincent Tullo para o The New York Times )

CABELO:

Meu cabelo natural é triste: é mole e muito grosso, mas muito bom. Eu até tento dormir com ele molhado na esperança de dar mais forma. Mas parece pesado, então não recebe nenhuma onda. Eu gostaria de ter cabelos ondulados loucos, crespos e quebradiços. Tive uma vez e quero de volta.

Eu uso muitos produtos volumizantes. Uso xampu e condicionador Virtue, mas adoro não lavar o cabelo. Eu tenho um monte de shampoos secos. Eu tenho o pó de Klorane que aparece e gosto dos sprays de Klorane. Eu tenho o bom e velho Psssst! também.

Uso o spray de textura Oribe e ocasionalmente o spray de brilho se estiver no quarto dia de xampu seco. Se meu cabelo não estiver saudável, eu uso uma máscara Oribe ou Virtue.

FRAGÂNCIA:

Uso um roll-on díptico com cheiro de figo – Philosykos. Eu amo esse cheiro. Fora isso, todas as coisas em minha casa são de Santa Maria Novella, seja o spray de rosas ou o xampu e condicionador. Eu nem acho que eles funcionam tão bem. É só porque eles são bonitos de se olhar, e eu realmente me preocupo com isso.

OUTROS SERVIÇOS:

Fico dolorosamente ajustada por um quiroprático – Trevelynn Henuset. Ele estala o que quer que precise ser estalado. Ele acha que preciso fazer massagens entre as consultas, mas não as recebo com a frequência que deveria.

DIET E FITNESS:

Adoro treinar mesmo quando não estou trabalhando nos filmes da Marvel. Eu cresci fazendo ballet e jogando vôlei de forma bastante competitiva. Na faculdade, o condicionamento físico de repente não faz parte do seu currículo, então parei de fazer qualquer coisa.

Então, quando eu tinha 20 anos e morava em Nova York, comecei a ter graves ataques de pânico. Foi muito ruim, sentia como se eu fosse desmaiar. Lembro-me de não poder atravessar a 14th Street e a Sexta Avenida. Eu tive que ficar ao lado de uma parede para não cair.

No começo, eu nem sabia que eram ataques de pânico. Eu nunca fui uma pessoa ansiosa. Um amigo meu os tinha, e trabalhamos em técnicas para superá-los. Basicamente se faz truques, nos quais você tira a atenção de si mesmo.

Foi então que achei o yoga muito útil e quando o condicionamento físico se tornou uma grande parte da minha vida novamente. Eu descobri que depois de um treino duro, eu podia me sentar sozinha em um restaurante.


A coisa com a Marvel é que eles nunca dizem para você entrar em forma. Eles apenas contratam as pessoas e as deixam descobrir a maneira de expressar o personagem. Eles o preparam com um treinador, se você quiser, mas é isso. Eu ouço histórias de atores sendo avaliados por um papel. Isso parece horrível.


Eu mudo dependendo da produção. Para “Capitão América: Guerra Civil”, eu estava fazendo muay thai. Não é a coisa mais confortável, e eu não faço mais isso. Eu amo ir à academia. Adoro porque meu cérebro funciona melhor e não quero pensar em comer de forma restritiva.

Como saudável, mas tento não pensar demais nisso. Se eu tiver uma grande estreia, talvez eu tenha muitas sopas na semana anterior. Essa é realmente a única vez que faço alguma coisa que se aproxime de uma dieta. Tenho sorte de ainda não ter alergias. Ou talvez eu já tenha, e é por isso que tenho o problema no queixo e devo eliminar laticínios e glúten.

Fonte: The New York Times

Tradução & Adaptação: Gabrielle Polary (equipe Elizabeth Olsen Brasil)

relacionado
13.10.2019
relacionado
12.10.2019
relacionado
03.10.2019
relacionado
29.09.2019
comente a postagem!