Seja bem-vindo ao Elizabeth Olsen Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Elizabeth Olsen, mais conhecida por sua atuação em Os Vingadores. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu abaixo e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
últimos álbuns da galeria de fotos. confira!

postado por EOBR e categorizado como Entrevistas
23.10.2019

Em nova entrevista para o BuzzFeed, realizado na semana de divulgação da segunda temporada de Sorry For Your Loss, Elizabeth Olsen falou sobre sua experiência como produtora executiva da série, WandaVision e mais. Confira a matéria traduzida abaixo:

1 – Primeiro, qual foi a última série que você maratonou?

“Nós temos assistido a Família Soprano, mas tivemos que fazer uma pausa de mês porque estávamos tendo pesadelos. Foi muito estressante, mas acho que estou emocionalmente pronta para voltar a assistir. Eu só posso assistir dois episódios por vez. É pesado.”

2 – Qual emoji você mais usa?

“Aquele com dentes e sorriso 😬, porque sinto que estou cometendo um erro, mas sorrindo por causa disso. Tipo, eu não sei o que está acontecendo.

3 – Qual é a sua coisa favorita de cozinhar?

“A primeira coisa que me veio à mente é um prato de repolho. É repolho roxo com óleo de gergelim torrado, sementes de gergelim, cebolinhas e aminoácidos. É muito bom.”

4 – Qual foi o último livro que você leu?

“The Wind-Up Bird Chronicle do Haruki Murakami foi provavelmente o último livro que terminei de ler. No momento, estou ouvindo ‘Toda a Luz que Não Podemos Ver’. Meu Deus, eu amo esse livro! Eu estava em uma viagem e ouvir música ficou muito chato, então baixei o livro em áudio. É incrível.”

5 – Quem foi a última pessoa que você enviou mensagem?

“Minhas irmãs.”

6 – Qual é a sua história mais louca de fã?

“Não é tão louca, mas havia uma criança e ele sabia onde eu estava o tempo inteiro quando comecei a trabalha. Isso foi antes da Marvel. Em um certo ponto, ele se cansou de mim, mas ele estaria, tipo, no Live With Kelly e ele visitava os sets. Eu acho que toda a experiência no começo foi louca.

7 – Como tem sido interagir com os fãs da Marvel?

“Eles são ótimos. Adoro ir para convenções porque realmente entendo o que elas são agora. É um lugar lindo onde pessoas que não sentem que têm uma comunidade podem encontrar essa comunidade incrível. Fico um pouco nervosa quando alguns fãs estão tremendo e chorando quando me conhecem. Eu só quero que eles entendam, estamos bem e tudo está bem. Eu não sou tão especial. Apenas tento e conforto-os.”

8 – O que há na sua lista de desejos?

“Oh Deus, têm muita coisa. Tipo, morar em uma cidade pequena e abrir uma loja. Uma loja com flores e diferentes objetos artesanais, além de comida para o café da manhã e almoço. Uma vez por mês, haveria um jantar para o qual você poderia comprar um bilhete. Eu gosto de simplicidade e gosto muito de comunidades. A razão pela qual gosto de trabalhar em Atlanta é porque sinto que você consegue entender sua comunidade.”

9 – Qual é a única coisa que você não pode viver sem?

“Uma cozinha. Acabei de renovar minha casa, e colocar uma pia e duas lixeiras foi muito emocionante.”

10 – Melhor conselho que você já recebeu?

“‘Tente vencer sua última melhor pontuação.’ Dessa forma, você está constantemente competindo consigo mesmo e não com os outros. O auto-aperfeiçoamento é como uma competição para mim, eu mesma e euzinha.”

11 – Você assiste seus trabalhos anteriores?

“Não, não assisto. Sinto que estou sempre assistindo meu trabalho, especialmente com Sorry For Your Loss. Acho que me assisto muito agora com isso. Godzilla estava passando na TV recentemente e achei um pouco engraçado assisti-lo.”

12 – Você já viu outras pessoas assistindo aos seus filmes, como por exemplo, em aviões?

“É a minha coisa favorita! Eu amo esse sentimento porque não entendo o motivo das pessoas optarem por assistir a um filme em que estou. Terra Selvagem é um filme que muitas pessoas assistiam em aviões, e eu fiquei tão feliz. Eu nunca falo nada, mas fico tão orgulhosa. É uma coisa estranha em que você fica tipo, ‘Você está assistindo esse filme! Algo te interessou em um filme em que eu estou’. Eu sou sempre muito curiosa, se foi uma foto, o enredo — tipo, qual foi a coisa que fez alguém querer assistir?”

13 – Como você se envolveu originalmente em Sorry For Your Loss?

“Então, Kit [Steinkellner] escreveu um piloto — era algo que ela realmente sentiu que precisava escrever. O roteiro caiu na mesa da Robin Schwartz e ela pensou que eu talvez estivesse interessada em produzir a série. Então nós três e uma outra mulher, que acabou largando o projeto, projetamos tudo por toda a cidade e conseguimos. Foi tão legal fazer parte dessa série desde o começo. Originalmente, tínhamos um pedido de piloto e não deu certo no Showtime, depois mudamos para o Facebook e era algo completamente diferente. Tem sido uma grande experiência de aprendizado, como um processo de quatro anos.”

14 – Como é ser uma produtora executiva?

“Quando você é um ator, a produção é de quatro meses. Quando você é um produtor, é mais ou menos o dobro disso, porque inclui pré e pós-produção. Portanto, é realmente incrivelmente demorado. Fins de semana não são fins de semana; fins de semana são dias úteis e dias de preparação. É um trabalho constante e eu aprendi muito. Eu amei a atenção obsessiva necessária.”

15 – Uma das melhores coisas de Sorry For Your Loss é a dinâmica complexa entre Leigh, Jules e Amy. Como tem sido trabalhar com Kelly Marie Tran e Janet McTeer?

“Tem sido muito divertido. Eu acho que na segunda temporada nós caímos no ritmo. Kelly e eu temos um arco muito bonito como irmãs. Sinto fala delas. Segundas temporadas são divertidas. É tão confortável estar com elas agora, e por isso sinto mais liberdade como atriz. Eu acho que fiquei um pouco intimidada no começo porque ambas são mulheres muito confiantes. Eu realmente amo-as muito e acredito que a segunda temporada é uma ótima demonstração para todos e para a dinâmica familiar.”

16 – Qual foi uma das suas cenas favoritas de Sorry For Your Loss?

É na segunda temporada, episódio 3. A Janet faz um monólogo de seis páginas. Foi o melhor dia no set para mim. Não há nada mais agradável do que assistir alguém ser realmente bom no que faz. Então foi muito divertido.

17 – Na vida real, você se identifica mais com Leigh de Sorry for Your Loss ou Wanda Maximoff?

“As duas são garotas tristes. Acredito que ambas sejam poços de tristeza sem fundo, e eu me identifico com isso. Sinto que tenho um exterior borbulhante, mas adoro explorar a dor delas.”

18 – Para qual papel as pessoas ficariam surpresas por você fazer o teste?

“Eu acho que a primeira coisa que vem à mente é Daenerys Targaryen, porque esse tem sido um assunto em pauta recentemente. Eu esqueci que fiz o teste.”

19 – Você assistiu Game of Thrones? Gostou do final?

Eu sou obcecada por Game of Thrones e estou tão triste que acabou. Eu provavelmente era uma das poucas pessoas em que ficaram tipo, ‘Como pode acabar assim?’. Nós ficamos tão apegados a todas essas histórias e sempre houve 12 coisas acontecendo ao mesmo tempo, e eles tiveram que fazer uma história única no final. Acho que ficamos irritados com isso porque queríamos que fosse mais complicado, mas eles precisavam simplificá-lo. Acredito que seja uma série difícil. É uma coisa difícil de satisfazer.

20 – Você sentiu pressão semelhante para satisfazer os fãs com Vingadores: Ultimato?

“Não, acho que não. Eu sinto que entre o final de Guerra Infinita e Ultimato, nós estamos constantemente surpreendendo os fãs. Acho que estamos sempre tentando entender o que as pessoas querem quando estão no cinema. Eu também vejo isso de uma perspectiva totalmente diferente. Tudo o que vejo somos nós fazendo coisas para os fãs. É a única coisa que penso quando fazemos filmes da Marvel. Pessoas que não são fãs, não consigo imaginar como eles entenderiam. Fazemos um ótimo trabalho em processar as coisas desde muito cedo.”

21 – Você se lembra como foi o teste para interpretar Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate?

“Eu não fiz teste. Apenas tomei chá com Joss Whedon. Ele só disse, “Olhe para esta personagem e não pense nas roupas quando olhá-la, porque você não vai ficar assim.”

22 – Você era fã da Marvel antes de ser escalada?

“Eu era fã dos filmes da Marvel. Eu realmente amei os filmes do Homem de Ferro. Então isso foi legal para mim. Eu não leio histórias em quadrinhos, mas meu irmão sim. Então, eu estava ciente da importância dos quadrinhos. Eu realmente amo os filmes do Homem de Ferro. Eu acho eles tão bem feitos, inteligentes e engraçados. Eles são uma ótima combinação de entretenimento, humor e sinceridade.”

23 – Você tem tem uma lembrança favorita das filmagens de um dos filmes do Universo Cinematográfico da Marvel?

“Sim! Escócia. Filmamos toda a sequência de luta para Guerra Infinita quando estávamos em Edimburgo, na Escócia. As filmagens duraram a noite inteira. Eu me diverti muito trabalhando com a equipe de dublês. Echo que meu momento favorito foi a primeira vez que eles mostraram como é estar a 30 pés de altura no ar e depois te derrubar. Estávamos todos tão bravos que não filmamos porque eram apenas risadas incontroláveis. Foi um momento tão alegre.”

24 – Você faz muitas de suas próprias cenas de ação?

“Sim, eu tento fazer muito. Eu tenho a melhor dublê de todas. C.C [Ice]. Ela tem sido incrível. Tem uma cena no final de Guerra Infinita em que o Thanos empurra a Feiticeira Escarlate que foi feita por ela, e foi tão divertido assisti-la. C.C é simplesmente incrível quando você a vê fazer essas coisas. Tem sido incrível trabalhar com ela.”

25 – Uma das cenas mais faladas em Vingadores: Ultimato é a cena das super-heroínas reunidas. Como foi filmar aquela cena com todas elas?

“Foi incrível, mas tão tedioso de filmar. Foi uma cena muito específica. Tivemos que encontrar o ângulo perfeito para que o rosto de todas fosse visto. Sabíamos o quão importante era o momento e sentimos esse poder, mas consumia muito tempo. Tínhamos duas câmeras filmando ao mesmo tempo, porque era a única maneira de conseguirmos filmar. Tínhamos parte do corpo do Tom Holland, então tive que pousar corretamente pulando de uma caixa e, em seguida, Danai [Gurira] teve que ser filmada durante sua fala. A cena teve que crescer e se mover, e então tivemos que correr juntas perfeitamente.”

26 – Qual foi a sua primeira reação quando soube que Wanda e Visão teriam sua própria série do Disney+, WandaVision?

“Quando eu descobri [sobre o programa] Kevin Feige também explicou toda a trama. Eu apenas pensei que era a coisa mais inteligente do mundo. Estava tão feliz. Era tudo o que eu queria que eles fizessem conosco.”

27 – Como é o seu dia perfeito?

“Meu dia perfeito é acordar cedo, dar uma longa caminhada no meu bairro, ir a um mercado, particularmente aquele que finalmente descobri que não tem paparazzi. Então eu voltaria para casa, fazer o almoço, chamar alguns amigos, pular na piscina e depois o almoço se transforma em jantar e todos participam em comer, conversar e beber. Então, a noite terminaria com todos concordando em sair em um horário apropriado e ir dormir cedo.”

Fonte: BuzzFeed.

Tradução e adaptação: Elizabeth Olsen Brasil.

relacionado
15.11.2019
relacionado
15.11.2019
relacionado
01.11.2019
relacionado
13.10.2019
comente a postagem!